City farmers could have own little market in Lisbon | Hortelões de Lisboa poderão ter mercado para vender produtos

A Câmara de Lisboa está a pensar montar um “pequeno mercado” na Quinta da Granja, em Benfica, para os hortelões que concorreram aos talhões das hortas comunitárias poderem vender ao fim-de-semana os seus produtos, se assim o entenderem. A ideia foi avançada pelo vereador do Ambiente Urbano e Espaços Verdes, José Sá Fernandes, que se deslocou ontem à Quinta da Granja para receber os 20 novos arrendatários das hortas, distribuir os talhões e entregar as chaves das arrecadações que existem em cada um dos terrenos.
O parque hortícola da Quinta da Granja, com dois hectares, é constituído por 38 novos talhões, cada um com 150 metros quadrados, casas de arrumos e acesso a água. O espaço inclui ainda caminhos pedonais, bancos e um troço de pista ciclável com 400 metros que assegura a ligação entre a avenida Colégio Militar e a avenida Marechal Teixeira Rebelo. Dos talhões, 18 estão ocupados por hortelões que cultivavam aquele terreno há vários anos, destinando-se os restantes 20 aos vencedores de um concurso lançado pela Câmara de Lisboa. Sá Fernandes conta montar “daqui a uns meses” uma estrutura na zona para criar um “pequeno mercado” para os novos agricultores urbanos poderem vender os seus produtos, projecto que, se der resultado, pode ser alargado aos restantes parques hortícolas que a câmara está a criar em Lisboa.
O autarca manifestou-se “muito contente” com o arranque deste primeiro parque hortícola, “projecto ambicionado há muito tempo”, e esperançado em “ver já na Primavera um bonito mosaico de produtos”, que podem ser para uso próprio dos agricultores ou venda no mercado. José Sá Fernandes disse ainda que “dentro de cerca de dez dias” deverão ser entregues os terrenos do parque hortícola de Campolide, a que se seguem outros em Telheiras, Chelas, Olivais e Ajuda. A autarquia vai também reorganizar alguns territórios onde já existem hortas comunitárias urbanas, “até por uma questão de saúde pública” – porque muitas dessas hortas são regadas com águas provenientes de esgotos – e dar cursos de formação e aconselhamento aos novos agricultores.

23.11.2011 Lusa.  Google Translator: http://translate.google.pt/?hl=pt-PT&tab=wT#pt|en|

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: